EUA, Washington, homem, de 36 a 45 anos, português, inglês, espanhol e francês

Leia mais

  





01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005

VOTAÇÃO
Dê uma nota para meu blog




Visto para EUA sofre aumento 35 vezes maior que inflação

Acabou de sair comunicado do Departamento de Estado avisando que os valores dos vistos para os Estados Unidos sofrem reajuste geral. O que mais interessa aos brasileiros, o B1/B2, de turismo, sobe dos atuais US$ 131 para US$ 140. A justificativa da chancelaria norte-americana é que o custo para processar o visto já é maior do que o valor pago pelo aplicante. Ainda assim, é um salto de 6,9% num ano em que a inflação americana está em 0,2% negativo no acumulado de 12 meses até outubro de 2009 --ou seja, aumentou cerca de 35 vezes mais do que a inflação. É o preço de dois cafés no Starbucks, mas ainda assim...

Todos os outros vistos aumentam também (veja tabela abaixo).

 

  • US$ 150
  •  H visa for temporary workers and trainees
  •  L visa for intracompany transferees
  •  O visa for aliens with extraordinary ability
  •  P visa for athletes, artists and entertainers
  •  Q visa for international cultural exchange visitors
  •  R visa for religious occupations
  •  US$ 390 
  •  K visas for fiancé(e)s of U.S. citizens
  • US$ 390
  • E visas for treaty-traders and treaty-investors

Atualização: o Departamento de Estado avisa que os novos valores ainda têm de ser aprovados e, depois disso, entram em vigor em 2010. 



Escrito por Sérgio Dávila às 00h32
[comente] [Regras para comentários] [envie esta mensagem]

Estátua de Obama menino sofreu photoshop?

Foi inaugurada hoje cedo na Indonésia uma estátua em homenagem a Barack Obama, que viveu em Jacarta quando era criança. Há duas fotos mais conhecidas dele daquela época. Na primeira, Obama aparece com a mãe, o padrasto e a meia-irmã em Jacarta; a outra é um do únicos registros do menino com o pai bológico, no Havaí. Repare como Obama era mais cheinho --ele escreveu em uma de suas biografias e repetiu em entrevistas que sempre brigou com o peso e é por isso que virou um maníaco por esportes e prefere a alimentação mais saudável. Agora veja a estátua. O escultor fez ou não fez um photoshop?

The president as a young boy in Indonesia.

 



Escrito por Sérgio Dávila às 21h52
[comente] [Regras para comentários] [envie esta mensagem]

Caso dos penetras expõe perigo que corre Obama

Veja em minha coluna semanal no UOL Notícias.

 



Escrito por Sérgio Dávila às 15h06
[comente] [Regras para comentários] [envie esta mensagem]

Obama vira ácido (e Marilyn fuma maconha)

Depois de seu índice de popularidade ficar pela primeira vez abaixo do marco dos 50% em pesquisas como Gallup, Pew e, hoje, a consolidada da CNN, Barack Obama tem visto seu governo ser chamado de uma droga por muita gente. O que ele não esperava, imagino, é estampar cartelas de ácidos. Segundo o site Gawker, que reproduz a notícia do Boing Boing, por sua vez citando o Erowid (ah, as maravilhas da blogosfera), "isso sim é mudança que você pode comer e ficar encarando o teto por horas..."

  Chemicals Lsd Images Archive Lsd Blotter Obama  I2009E0716 Disp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*

Ainda no assunto, chegou à rede um filmete antigo em que a atriz Marilyn Monroe aparece fumando o que parece ser um cigarro de maconha. Uma velha amiga cometeu a indiscrição, mas só décadas depois da morte da atriz, em 1962. Segundo a dona da antiguidade, que não quer ser revelada, o registro é dos anos 50 --e deve ir para leilão em breve.



Escrito por Sérgio Dávila às 16h04
[comente] [Regras para comentários] [envie esta mensagem]

Escalada de Obama no Afeganistão é também financeira

Cada soldado enviado pelo democrata custará US$ 1 milhão por ano a mais aos cofres públicos. Veja minha análise semanal no UOL Notícias.

 

 



Escrito por Sérgio Dávila às 20h53
[comente] [Regras para comentários] [envie esta mensagem]